Trânsito

Prefeitura de Caxias pretende entregar em um mês proposta para regularizar mesas em calçadas 

Após ser proibido de utilizar mesas em frente ao bar, clientes utilizaram a caçamba de caminhões como protesto 

Por Babiana Mugnol
17/02/2017 - 13h34min
Compartilhar:
Bar proibido de colocar mesas na calçada chegou a utiliza caminhões para atender clientes 
Bar proibido de colocar mesas na calçada chegou a utiliza caminhões para atender clientes  Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul discutiu com a Secretaria de Urbanismo as mudanças na legislação sobre a utilização de mesas em calçadas. Na reunião, realizada nesta semana, ficou definido que o município se compromete a elaborar o projeto para alterar a lei que regula a utilização do passeio público pelo comércio. De acordo com a secretária de Urbanismo, Mirângela Rossi, a minuta com as propostas será montada em 30 dias e após será levada para discussão em audiência pública na Câmara. As informações são Gaúcha Serra.

Leia mais
Retirada de mesas em frente ao Zanuzi reabre discussão sobre uso dos espaços
Afinal, cultura é prioridade ou não em Caxias do Sul?
Empresários oferecem caminhões para que bar de Caxias atenda clientes na rua
Bar de Caxias do Sul obtém licença para colocar mesas na calçada

Publicidade

Participaram da reunião o presidente da comissão, Elói Frizzo, o vereador Edson da Rosa, que já acompanhava esta discussão na comissão, além de comerciantes, como o dono do restaurante Zanuzi. Após ser proibido de utilizar mesas em frente ao bar, clientes utilizaram a caçamba de caminhões como protesto. A prefeitura acabou liberando o estabelecimento para utilizar mesas na semana passada. O Zanuzi pode utilizar 50% da área da calçada de forma demarcada, conforme orienta o Código de Posturas.

A secretária de Urbanismo não antecipou o que o novo projeto de regulamentação vai prever, mas diz que a discussão será em torno de espaços e horários permitidos. Mirângela também promete ajustes nos chamados parklets que utilizam vagas de estacionamento. O objetivo, segundo ela, é torná-los mais funcionais e menos ociosos. 

Compartilhar:

Publicidade