Escuta

Áudio mostra Aécio pedindo ajuda para Gilmar em votação do projeto sobre lei de abuso de autoridade

Diálogo foi gravado em 26 de abril, dia em que a matéria foi aprovada no Senado 

Por Zero Hora
19/05/2017 - 23h39min
Compartilhar:
Foto: Montagem sobre fotos: Cristiano Mariz/Carlos Humberto / Especial/STF

O senador afastado Aécio Neves (PSDB) aparece, em escuta feita pela Polícia Federal (PF), pedindo para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes convencer o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) a seguir a posição dele na votação do projeto sobre abuso de autoridade no Senado.

Publicidade

Leia mais
ÁUDIO: ouça os diálogos de Aécio Neves com o dono da JBS
Quais são os possíveis cenários se Temer cair e quem pode sucedê-lo

Mercado financeiro: Seis olhares sobre o futuro da crise e do Brasil

Na conversa, o magistrado concorda com o tucano:

"Você sabe um telefone que você poderia dar e que me ajudaria na condução lá. Não sei como é sua relação com ele, mas, enfim, ao final dizendo que me acompanhe lá, que era importante... Era o Flexa, viu?", diz Aécio.

"O Flexa? Tá bom, falo com ele", responde Gilmar.

O diálogo foi gravado em 26 de abril, dia em que a matéria foi aprovada no Senado. No plenário, o texto-base do projeto passou com 54 votos favoráveis e 19 contrários. Na ocasião, Aécio e Flexa votaram a favor.

Conforme o jornal O Estado de S.Paulo, o pedido para grampear os telefones de Aécio partiu da Procuradoria-Geral da República (PGR), no âmbito da Operação Patmos. O ministro do STF Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato na Corte, autorizou o procedimento.

Na conversa, Gilmar destaca que falou com "o Anastasia e com o Tasso". Nesse trecho, o ministro faz, provavelmente, referência aos senadores Tasso Jereissati e Antonio Anastasia, ambos do PSDB.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa de Gilmar Mendes disse que "desde 2009, sempre defendeu o projeto de lei de abuso de autoridade". O comunicado também informa que não há nada de diferente dessa atuação no áudio divulgado.

Leia as últimas notícias sobre a delação da JBS


Compartilhar:

Publicidade