Torcedor Gremista ZH

Em partidaça de Arthur, reservas arrancam palmas do torcedor

Pela superação, os reservas tricolores merecem o reconhecimento pelo 1 a 1 com o Guaraní

Por Guilherme Mazui / RBS Brasília
20/04/2017 - 22h40min
Compartilhar:
Foto: LUCAS UEBEL,GREMIO FBPA / Divulgação

Com apenas dois titulares, um expulso e atrás no placar, o Grêmio buscou um empate guerreiro fora de casa. Pela superação, os reservas tricolores merecem o reconhecimento do torcedor pelo 1 a 1 com o Guaraní.

Publicidade

Depois que li no Twitter que a maior parte dos titulares não ficaria no banco, imaginei o pior no Paraguai. Critiquei a decisão, mas tive grata surpresa. Fizemos uma partida de igual para igual, perdemos gols e Marcelo Grohe protagonizou defesaças. Flertamos com a derrota e beliscamos a vitória.

Leia mais:
Renato explica Grêmio com reservas na Libertadores: "Quem muito quer, nada tem"
Cotação ZH: Arthur e Pedro Rocha são os destaques do Grêmio no empate com o Guaraní-PAR
Leonardo Oliveira: o Grêmio deu peso de uma tonelada à decisão contra o Novo Hamburgo  

Arthur mais uma vez chamou atenção. O guri jogou futebol redondo, com personalidade e qualidade. Marcou, protegeu a bola, distribuiu passes e ainda tirou assistência perfeita no gol de Pedro Rocha. Lançou feito camisa 10 o atacante no lance do empate.

Rei Arthur se credencia aos poucos como opção no meio-campo azul. Por outro lado, Jailson segue oscilando, enquanto Michel foi expulso sem necessidade. O árbitro foi caseiro, mas o volante deu chance ao azar. Prejudicou o time.

Com um a menos, levamos o gol numa falha defensiva. Bola na área, Edilson fora de posição e Bressan chupando bala. Aliás, a presença de Bressan no time levanta a questão: por que trouxeram Bruno Rodrigo? Para ser reserva do reserva?

Quem também deixou a desejar foi Barrios. O gringo teve três chances claras. Rasgou todas. No primeiro tempo, errou feio depois de cruzamento de Cortez. Era o jogo para o atacante bater no peito e pedir vaga no time titular. Com a entrada e o gol de Pedro Rocha, vai ficar mais tempo no banco.

Pedro, como de praxe, também perdeu o seu. Aplicou drible maravilhoso e acertou a trave. Ou seja, se o Grêmio tivesse sido mais eficiente, estaria virtualmente classificado na Libertadores. Quiçá, com titulares teria vencido o Guaraní.

Falando em titulares, estarão descansados no domingo. Não há desculpa para o Grêmio ser eliminado pelo Novo Hamburgo no Gauchão. É o mínimo que o torcedor espera, após a equipe poupar forças em jogo de Libertadores.

Comissão técnica e direção apostaram alto no Paraguai. Os reservas deram bela resposta e a responsa agora ficou nos titulares. Bora vencer a semifinal do Gauchão.


Compartilhar:

Publicidade