Qual o trio ideal?

Estreia de William Pottker pode mudar estilo de jogo do Inter

Zago poderá se valer da quantidade e da variedade de atacantes para a partida contra o ABC de Natal, válida pela segunda rodada da Série B

Por Leandro Behs e Amanda Munhoz
18/05/2017 - 20h27min
Compartilhar:
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

O reforço mais aguardado da temporada, enfim, poderá estrear pelo Inter. Neste sábado, William Pottker fará o seu primeiro jogo com a camisa do Inter. A partida contra o ABC de Natal, válida pela segunda rodada da Série B, poderá marcar ainda uma nova maneira de o time de Antônio Carlos Zago atuar: no 3-4-3 ou no 4-2-3-1.

Publicidade

É claro que o treinador colorado não iniciará a partida contra os potiguares com essa formação mais ousada — afinal, ele vem atuando desde o começo da temporada no 4-3-2-1. Porém, durante o jogo, Zago poderá se valer da quantidade e da variedade de atacantes ao seu dispor no banco de reservas para mexer no sistema da equipe e mandar a campo três atacantes.

Leia mais:
Inter chega a Porto Alegre e já inicia preparação para enfrentar o ABC
Com titulares liberados, reservas do Inter trabalham no Parque Gigante 

Mesmo sem contar com Valdívia, cuja saída para Cruzeiro ou Atlético-MG deverá ser concretizada até o final de semana, o elenco do Inter conta com oito atacantes: William Pottker, Nico López, Marcelo Cirino, Brenner, Carlos, Roberson, Diego e Eduardo Sasha — cujo retorno aos gramados está previsto para o final de maio. E duas vagas parecem pouco espaço para essa turma.

— Adoro três atacantes. Sempre jogamos assim. Fomos pentacampeão jogando dessa maneira e de repente, o futebol brasileiro mudou por causa da Europa. O Inter precisa tomar a frente e investir nos três atacantes — defende Maurício, atacante do Inter no final dos anos 1980 e início dos 1990. — Jogar no 4-3-3 é fantástico. Eu atacava e voltava até o meio-campo. É muito plausível adaptar o time a esse modelo, ainda mais que os jogadores de hoje têm preparo físico para isso. O Inter não vai ficar na Série B. É hora de tentar um salto já pensando em 2018 — acrescenta o ex-jogador.

Para o comentarista da RBS TV de Santa Catarina e da Rádio CBN Florianópolis, Rodrigo Faraco, que cobre a Série B desde a temporada 2007, não há qualquer dúvida: o Inter deve jogar a Segunda Divisão com três atacantes:

— Zago tem de jogar com três na frente. Com o poderio que tem, vai sobrar na Série B. Não tem como passar aperto, como ocorreu no ano passado com o Vasco. É o momento de arriscar, contando com jogadores que façam a recomposição no meio-campo. O Inter pode fazer isso porque agora é a hora de lançar e desenvolver talentos. Pode até correr riscos na B, sem sustos.

Treinando o Novo Hamburgo, Beto Campos foi quem mais enfrentou o Inter na temporada: três vezes. Com uma vitória, dois empates e a conquista do Gauchão nas cobranças de pênaltis no Estádio Centenário. Para o ex-técnico do Noia, Zago pode testar uma formação mais ofensiva, porém, teria de mudar o sistema de jogo construído ao longo de cinco meses.

— O Inter já tem uma estrutura montada, mas, com o aporte desses reforços, poderia testar uma nova formação, ao menos durante alguns os jogos. Brenner, por exemplo, é um cara mais de área. Os demais, William Pottker, Marcelo Cirino e Nico López jogam bem pelo lado e ajudam a recompor o meio-campo com a marcação — entende o campeão gaúcho.

O jornalista Gustavo Hofman foi um dos comentaristas da ESPN no Paulistão. Entende que o Inter tem de atuar no 4-2-3-1 para que Zago consiga escalar o time com três atacantes.

— Para isso, Antônio Carlos Zago precisará abrir mão de um jogador no meio-campo, manter dois volantes na equipe, com D'Alessandro e, possivelmente Cirino e Pottker pelos lados, mais Nico centralizado. Cirino aberto pela esquerda, Pottker aberto pela direita, e ambos voltando pelos lados para marcar. Pottker, por sinal, prefere jogar pelo lado. Mas o time do Zago encaixou e não sei se ele abrirá mão disso agora — comenta Hofman.

O Inter de 2017 segue em mutação. E não descarte sequer a mudança de esquema de jogo em meio à Série B e até a última rodada, em 25 de novembro.

Escolha o seu trio preferido:

CPN — Cirino, Pottker e Nico
PBN — Pottker, Brenner e Nico
RCC — Roberson, Carlos e Cirino
CPB — Cirino, Pottker e Brenner
RBS — Roberson, Brenner e Sasha
CCN — Carlos, Cirino e Nico
SPC — Sasha, Pottker e Cirino
CBN — Cirino, Brenner e Nico
PDN — Pottker, Diego e Nico

* ZHESPORTES


Compartilhar:

Publicidade