Música

Matheus & Kauan: um sopro de música alegre no sertanejo

Dupla goiana lança novo DVD, Na Praia 2 _ Ao Vivo, na contramão da sofrência que assola o gênero. Sertanejos farão show no Villa Mix, em Esteio, em maio

Por José Augusto Barros 20/03/2017 - 07h00min · Atualizada em 20/03/2017 07h00min
Compartilhar:

Que a sofrência anda na moda no sertanejo, não resta dúvida. Pois não é que uma das duplas emergentes dos últimos anos resolveu seguir na direção contrária? Os goianos Matheus & Kauan, que estouraram com os hits Que Sorte a Nossa (2015) e O Nosso Santo Bateu (2016), ambos com mais de 180 milhões de visualizações no YouTube, apresentam seu novo projeto, Na Praia 2 - Ao Vivo (R$ 40, preço médio).

Publicidade

O sucessor do álbum Na Praia (2016) foi gravado ao vivo, na orla do Rio de Janeiro, em setembro de 2016, com 17 canções inéditas e se destaca por canções "de amor que deram certo", como define Matheus, além de faixas dançantes.

A tendência do bom-humor, por assim dizer, já se notava em O Nosso Santo Bateu e Que Sorte a Nossa.

— É o melhor repertório que a gente gravou até hoje — afirma Matheus, em entrevista por telefone.

Como no primeiro Na Praia, gravado em Brasília, em praia construída especialmente para a função, neste, a dupla queria areia de verdade. E nada mais justo que escolher a Cidade Maravilhosa.

— A gente mora em São Paulo, mas queria sentir a areia — afirma Matheus. 

Dupla por aqui em maio

A dupla, aliás, é uma das atrações confirmadas do Villa Mix Festival, que acontece no dia 13 de maio, em Esteio. A expectativa pelo show que farão aqui é grande, como conta o sertanejo:

— O Sul é um grande termômetro para qualquer música. Gostamos muito de fazer show aí. E claro, não tem como ir aí e deixar de fora Querência Amada (risos). Sempre cantamos.

Leia mais
Daniel: fiel à missão sertaneja
Simaria, da dupla com Simone: "Por que a mulher não pode ser bem-sucedida e beber uma cachaça?"
Cinco artistas mostram por que as mulheres dominaram a música sertaneja

Em um mercado concorrido, chama atenção o rápido estouro da dupla, que tem somente seis anos de estrada. Boa parte disso se deve à veia compositora de Matheus, que escreveu músicas gravadas por nomes como Luan Santana, Bruno & Marrone e Michel Teló. Grande parte dessas canções está presente no DVD, e estará no show que os gaúchos verão em Esteio, como A Nossa Praia, Decide Aí e Vim Pra Ficar.

Estourados no país, os sertanejos tiveram que começar a voar de jatinho para dar conta da agenda, que marca de 22 a 25 shows por mês. Nessa correria, quem acaba sofrendo um pouco, é claro, é a família.

— Tentamos dar atenção ao máximo, mas nosso dia a dia é música, atualmente. E acredita que não tivemos tempo de batizar os pequenos ainda? — revela Matheus, que é pai de Davi, um ano e oito meses. Já Kauan tem Sofia, 3 anos e Bernardo, um.

Leia mais sobre famosos e entretenimento


Compartilhar:

Publicidade