Bateu a miudinha

Três semanas antes da estreia na Libertadores, Grêmio está com sete jogadores no departamento médico

Técnico Renato terá de buscar novas opções para remontar sua equipe

Por Adriano de Carvalho
15/02/2017 - 20h41min
Compartilhar:
Foto: André Ávila / Agencia RBS

Bateu a miudinha no Grêmio. Três semanas antes da estreia na Libertadores, contra o Zamora, na Venezuela, o Grêmio está com o departamento médico cheio. Com uma maratona de seis jogos em 19 dias pela frente, o clube tem sete jogadores em recuperação no CT, sendo quatro titulares.

Além de Douglas, que recebeu alta nesta quarta após cirurgia no joelho, o técnico Renato Portaluppi se preocupa com Edílson, que teve lesão muscular e para por 15 dias, e Luan e Pedro Rocha, que estão com tendinites e serão poupados contra o São José, domingo, pelo Gauchão.

Leia mais
Na Justiça, Grêmio obtém penhora das contas do Atlético-MG
Com desfalques, Grêmio faz treino técnico e físico no CT Luiz Carvalho
Por tendinite, Luan e Pedro Rocha serão poupados contra o São José


Para o jogo na Venezuela e o Gre-Nal, que será disputado em 4 de março, Renato dificilmente terá Edílson. Após passar por uma artroscopia no joelho direito nas férias, o lateral realizou o primeiro teste mais forte na terça, no jogo-treino do time reserva com o São Gabriel.

Ocorre que, com cinco minutos de jogo, o jogador sofreu lesão muscular na panturrilha direita e teve de voltar ao vestiário. Após exame de imagem realizado nesta quarta, o clube confirmou a parada de duas semanas. Mesmo que volte a treinar nos primeiros dias de março, Edílson terá menos de uma semana para readquirir condição física.

Quanto a Luan e Pedro Rocha, por recomendação do departamento médico, a dupla será poupada no domingo para tratar de tendinites na perna esquerda - o primeiro sente dores no joelho e o segundo no tornozelo. Embora não tenha sido constatada lesão, os jogadores ficarão em tratamento intensivo no CT. Segundo o médico Paulo Rabaldo, trata-se de uma precaução. Na segunda-feira, ambos devem retomar as atividades com o grupo.

— Estamos em início de ano, a alta carga de exercícios na pré-temporada pode ocasionar lesões. O Douglas se machucou quase sozinho, girou rápido o corpo e fez um movimento de alavanca. O Luan e o Pedro Rocha, como voltaram a sentir dores, serão preservados — explica Rabaldo.

O diretor de futebol Saul Berdichevski entende que a sequência de lesões dará dores de cabeça a Renato. Contra o São José, é provável que o treinador escale o setor ofensivo com Ramiro, Bolaños e Fernandinho, tendo Everton como atacante mais avançado.

— É um prejuízo não só técnico para o Renato. Mas também nos trabalhos do dia a dia, para fazer com que a equipe se entrose — observa.

O dirigente também fala sobre a busca por um substituto para Douglas, que iniciará nesta quinta-feira sua rotina de fisioterapia no CT. Possíveis investidas em Everton Ribeiro, hoje no Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e Bruno César, do Sporting-POR, foram negadas por Berdichevski.

— São vários os nomes ventilados, principalmente nas redes sociais. E, por isso, o torcedor cria expectativas. Nós estamos atentos ao mercado e vamos aproveitar as oportunidades que surgirem — completa.

PLANTÃO MÉDICO TRICOLOR

Douglas
Rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo
6 meses fora

Beto da Silva
Lesão muscular na coxa direita
30 dias fora

Edílson
Lesão muscular na panturrilha direita
15 dias fora

Jael
Entorse no joelho direito
10 dias fora

Luan
Tendinite no joelho esquerdo
Poupado contra o São José

Pedro Rocha
Tendinite no tornozelo esquerdo
Poupado contra o São José

Maxi Rodríguez
Pancada nas costelas
Preservado do treino de ontem, será reavaliado para encarar o São José

ZHESPORTES

Publicidade

Compartilhar:

Publicidade