Opinião

Cléber Grabauska: objetivo alcançado pelo Grêmio na Libertadores

Comentarista da Gaúcha fala sobre partida entre Grêmio e Guarani

Por Cléber Grabauska
21/04/2017 - 10h06min
Compartilhar:
Foto: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / Divulgação Grêmio

Ao escalar os reservas, o Grêmio correu riscos, mas volta de Assunção com o objetivo alcançado. A liderança do grupo foi mantida com o empate em 1 a 1 e os titulares foram preservados para a decisão da vaga, domingo, em Novo Hamburgo. 

Publicidade

Só não concordo com o fato de levar toda delegação para o Paraguai. Se a ideia de utilizar os reservas já estava tomada antes da viagem, talvez a melhor opção seria deixar os titulares treinando em Porto Alegre sem a necessidade do desgaste da viagem.

Leia mais:
Seis brasileiros iniciam o 2º turno da fase de grupos da Libertadores na zona de classificação
Jornais paraguaios citam chance perdida pelo Guaraní diante do Grêmio
Com presença da torcida, Grêmio desembarca em Porto Alegre após empate no Paraguai

Quanto ao jogo, pelo primeiro tempo, caso Lucas Barrios não perdesse tantas oportunidades, dava para voltar com uma vitória. Renato mexeu bem e a entrada de Pedro Rocha, após a expulsão de Michel, reorganizou o time. Aliás, Pedro Rocha, pelo gol e pela bola no poste, e Arthur, pela maturidade da atuação, foram os dois grande destaques gremistas. A decepção foi Lucas Barrios. 

Afinal, um homem que foi trazido por ser um especialista, o dito " fazedor de gols", não pode perder tantas chances como ontem. E não vale dizer que "Ah, mas era o time reserva", pois esse time reserva criou várias oportunidades e ele não aproveitou.

Compartilhar:

Publicidade