Paixão colorada

Zé Victor Castiel: o espírito colorado

Por Zé Victor Castiel
21/04/2017 - 06h03min
Compartilhar:
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

É claro que é muito bom classificar-se para as oitavas de final da Copa do Brasil, mas a alegria que se apossou da torcida do Internacional muito pouco tem a ver com esta passagem de fase.

Publicidade

Na verdade, o entusiasmo se refere à constatação de que, depois de um ano de muitos insucessos, finalmente o Internacional está readquirindo a velha postura guerreira que o colocou entre os principais clubes do mundo.

O Colorado estava precisando de uma jornada como aquela contra o Corinthians no Itaquerão, para readquirir autoestima e confiança. Isso não se refere apenas aos jogadores e à comissão técnica.

A torcida também estava carente de uma jornada exitosa como aquela da noite de quarta-feira.

Soma-se a tudo isso o triunfo obtido em cima de um rival histórico.

Eliminar o Corinthians em seu estádio, com todas as adversidades possíveis, foi de lavar a alma.

Time de guerreiros

Ver o vídeo gravado logo após o jogo no vestiário colorado, em que os jogadores cantavam alegremente que o Inter era um time de guerreiros, me deu a nítida impressão de que o elenco do Internacional está empenhado em devolver o clube para o seu lugar de direito o mais rápido possível.

Os jogadores do Inter abraçaram "a bronca". Isso é o que mais deixa alegres todos nós, torcedores.

Agora é esquecer as comemorações e enfrentar um adversário muito difícil, o Caxias. Toda a postura demonstrada na Copa do Brasil deve, necessariamente, ser repetida no jogo de domingo, às 16h, no Estádio Centenário.

Compartilhar:

Publicidade