A indústria dos desmanches

Detran prepara remoção de sucatas largadas a céu aberto em Viamão

Carcaças abandonadas em Centro de Remoção de Veículos (CRD) JAP, motivo de reportagem do GDI, serão trituradas em siderúrgica 

Por Humberto Trezzi
15/05/2017 - 16h54min
Compartilhar:
No depósito em Viamão, máquinas sugam combustível das carcaças, antes de encaminhá-las para demolição
No depósito em Viamão, máquinas sugam combustível das carcaças, antes de encaminhá-las para demolição Foto: Detran/RS / Divulgação

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) começou a inutilizar um lote de 539 veículos e sucatas abrigadas no Centro de Remoção e Depósito JAP, de Viamão. O material, que estava abandonado num terreno ao ar livre, contíguo ao CRD, será encaminhado à reciclagem a partir desta semana, desocupando assim uma expressiva área.

Publicidade

O abandono de centenas de carcaças de carros no terreno contíguo ao depósito foi revelado pelo Grupo de Investigação da RBS (GDI) na reportagem "Lei dos Desmanches ainda não engrenou e ferros-velhos ilegais seguem no mercado", publicada em 17 de janeiro. Na época, Zero Hora mostrou que o local de abandono de sucatas era acessível a ladrões. Vizinhos confirmaram que, à noite, viciados em crack perambulavam pelo cemitério de automóveis, atrás de peças e metal para vender em troca de droga.

Alertado, o Detran decidiu remover as 539 carcaças, deixando no depósito outros mil veículos que estão bem-acondicionados.

Mais de 500 sucatas estão abandonadas no depósito JAP do Detran, em ViamãoFoto: Detran / Divulgação

Semana passada foi iniciado o processo de descontaminação dos carros - quando resíduos de fluidos são retirados, evitando assim a poluição do solo. A fase seguinte será a de compactação. Nesse estágio, os veículos são prensados e transformados em cubos de cerca de um metro de lado. Esses cubos são então transportados para uma usina siderúrgica, para trituração e separação dos diferentes materiais para reciclagem. A previsão para o encerramento do trabalho no JAP é no início de junho.

Antes disso, todos os veículos foram vistoriados para verificar se não eram mais procurados pelos donos. Restaram as 539 carcaças, que agora serão revendidas como sucata.

Leia mais:
Lei dos desmanches patina e ilegalidades continuam
Desmanches ilegais denunciados por ZH são fechados
Detran vistoria carcaças em depósito de Viamão


Compartilhar:

Publicidade